Vince Soluções e Tecnologia Localizado em Rua Fortaleza, 103 Unidade 3, Nossa Senhora de Fátima, Americana / SP. Telefone: (19) 3601.1777. .

Lucratividade, Produtividade e OEE.

    O mundo todo está ofertando seus produtos no Brasil e a concorrência para as indústrias instaladas no país nunca foi tão forte como nos dias atuais, e como se sabe, quando há concorrência os preços tendem a cair, e aquele que estiver praticando valor acima do mercado acaba saindo do mercado. Assim, para se manter no mercado a empresa precisa ser lucrativa, mas para ser lucrativa ela precisa ser competitiva e para isto ela precisa aumentar a sua produtividade.

    Mas o que é Produtividade?
    Segundo Henrique L. Corrêa e Carlos A. Corrêa, a produtividade é a medida da eficiência com que os recursos de entrada de um processo são transformados em saídas, ou simplesmente:

    Produtividade = saídas / entradas

    Ou seja, um processo será mais produtivo quanto maior for as saídas em relação às entradas, assim se aumentarmos as saídas mais do que aumentamos as entradas, estamos aumentando a produtividade.

    Exemplos: fazer mais produtos usando a mesma energia elétrica. Fazer mais produtos usando menos horas.

    A produtividade pode ser medida de diversas formas e pode ter diversas unidades de medida, porém é muito comum, na área fabril, associar as saídas com a produção alcançada.

    E da mesma forma é comum associar as entradas com os recursos empregados, tais como: quantidade de matéria-prima consumida, tempo gasto, energia consumida, valor total gasto, mão de obra, etc.

    Produtividade = Produção (quantidades, Valor) / Recursos empregados (Quantidades, Tempos, Valor gasto, M.O)

    Portanto, para uma empresa aumentar sua produtividade precisa aumentar sua produção reduzindo os recursos de empregados, em outras palavras, precisa faz mais com menos.

    O que é Lucratividade?
    Lucratividade é a eficiência com que o dinheiro empregado se transforma em dinheiro que entra na empresa, ou simplesmente:

    Lucratividade = Dinheiro que entra / Dinheiro que sai

    Como o dinheiro que entra normalmente é o que a empresa fatura e o dinheiro que sai são as despesas gerais da empresa, podemos definir lucratividade conforme abaixo.

    Lucratividade = Faturamento / Despesas gerais

    Ou seja, a lucratividade mede a eficiência com que despesas são transformadas em receitas para a empresa. Lucratividade representa o esforço para se fazer dinheiro.

    Portanto uma empresa é mais lucrativa quando consegue aumentar seu faturamento aumentando menos despesas, ou quando consegue reduzir as despesas mantendo o faturamento.

    Relação entre Lucratividade e Produtividade
    O faturamento de uma empresa é definido pela quantidade de produtos que vendeu multiplicado pelo preço do produto que vendeu, ou seja:
    Faturamento = Preço * Quantidade Vendida.

    Assim a Lucratividade poderia ser definida da seguinte maneira:

    Lucratividade = Preço * Quantidade Vendida / Despesas Gerais

    A Quantidade Vendida é a saída do processo, o resultado alcançado. 

    As Despesas Gerais representam os esforços empregados para se obter a Quantidade Vendida. 
    Pela definição, Produtividade é a eficiência com que recursos de entrada são transformados em saída, assim podemos dizer que:
    Quantidade Vendida = Produtividade / Despesas Gerais

    E com isto podemos dizer que:

    Lucratividade = Preço * Produtividade

    Ou seja, há duas maneiras da empresa aumentar sua lucratividade: aumentando os preços ou aumentando a produtividade.

    Se a empresa possui o monopólio do mercado ela tem condições de aumentar o preço para conseguir aumentar a lucratividade.

    Lucratividade e o mercado competitivo
    Em um mercado onde há concorrência entre as empresas, o preço deixa de ser definido pelas empresas e passa a ser definido pelo mercado, e normalmente nestes mercados, a tendência do preço é de queda.

    Assim, uma empresa que participa deste mercado não tem a opção de aumentar o preço para aumentar sua lucratividade, sua única opção é aumentar a produtividade.

    Como aumentar a produtividade?
    Em uma fábrica, uma das melhores maneiras de se fazer mais com menos, ou seja, aumentar a produtividade é combatendo as grandes perdas de produção. Muitas empresas convivem com perdas de produção tão elevadas, que representam uma verdadeira "fábrica escondida" dentro da própria fábrica.

    As grandes perdas de produção a serem combatidas são apresentadas a seguir.

    Como aumentar a produtividade?
    Máquinas parada por Falhas técnicas do Equipamento
    É quando o equipamento está parado devido algum problema técnico do próprio equipamento. Esta categoria de parada está associada à área de manutenção da empresa. Exemplo: falha do sistema de transmissão mecânica. Quebra do alimentador, etc.

    Máquinas parada por Ociosidade
    É quando a máquina não está produzindo por estar aguardando ou esperando por algo para poder produzir. Exemplo: aguardando reabastecimento, aguardando transporte, aguardando operador, etc.

    Máquinas parada para Setup e Ajustes
    É quando a máquina não está produzindo porque a máquina está sendo preparada para produzir o próximo produto.

    Micro/Pequenas paradas
    É quando a máquina interrompe a produção por períodos inferiores à 5 minutos. São aquelas paradas de curta duração que normalmente não são apontadas nas fichas de apontamento. Exemplo de situação onde pode ocorrer pequenas paradas: remover um produto que enroscou na linha.

    Velocidade Reduzida
    É quando o equipamento está operando em uma velocidade menor que a velocidade especificada para o produto. Exemplo: a taxa de produção do produto XYZ, definida pela engenharia, é de 200 itens / hora e está produzindo na taxa de 160 itens / hora.

    Refugos de Start-up e de Produção
    São as perdas ocorridas em função do produto não ter alcançado as especificações técnicas do produto, necessitando retrabalhar o produto, classificá-lo como sendo de segunda linha ou sucateá-lo. O que diferencia uma da outra é que uma ocorre enquanto está preparando o equipamento para começar a produzir e a outra ocorre durante a produção.

    Atuando de forma contínua sobre as causas que geram estas perdas provocará um aumento da produção, utilizando os mesmos recursos, ou seja, um aumento de produtividade.

    Usando OEE para aumentar a produtividade
    O OEE é o resultado do produto entre os fatores Disponibilidade, Performance e Qualidade, conforme apresentado a seguir.

    OEE = Disponibilidade * Performance * Qualidade

    Sendo estes fatores afetados diretamente pelas grandes perdas de produção.

    A Disponibilidade é afetada pelo tempo de máquina parada, ou seja, quanto mais tempo a máquina fica parada, menor é o fator de Disponibilidade.

    A Performance é afetada pelas pequenas paradas e pela baixa velocidade, de forma que quando maior estas perdas, menor será a Performance.

    A Qualidade é afetada pelos produtos ruins e quanto mais produtos ruins, menor a Qualidade.

    Estabelecendo-se uma meta para o OEE e cada um de seus componentes, o OEE torna-se uma ferramenta muito poderosa para acompanhar o desempenho das máquinas e ao mesmo tempo identificar qual fator está comprometendo os resultados. E isto, para quem trabalha no chão de fábrica lutando para alcançar as metas de produção, facilita enormemente a tomada de ações que visem sanar as perdas.

    Para maiores informações sobre OEE acesse o site www.oee.com.br.

    Conclusão
    A concorrência está acirrada e quem define o preço não é mais a empresa, e sim o mercado e, como sabemos, nestes casos a tendência dos preços é de queda.

    Somente as empresas lucrativas possuem recursos para investir em pesquisas, inovações e novos produtos, que por sua vez proporcionarão maior diferenciação, maior produtividade, maior lucratividade e conseqüentemente maior competitividade.

    O OEE atua diretamente na redução das perdas de produção, com conseqüente aumento da produtividade da empresa.

    Portanto OEE é um poderoso indicador que oferece suporte às empresas que precisam aumentar ou manter sua produtividade, lucratividade e competitividade.

Tags: Lucratividade, Produtividade, OEE